8th day: Laguna Colorada (BOL) – San Pedro de Atacama (CHI)

23 de abril de 2016. Do Salar de Uyuni a San Pedro de Atacama Parte 2.

April 23, 2016. From  Uyuni to San Pedro de Atacama Part 2.

Acordamos muito cedo, por volta das 4:30 a.m. Estava muito frio, e fomos preparar as coisas para partir junto com a equipe da agência que estava no nosso alojamento.

We woke up very early, around 4:30 a.m. It was very cold, and we get things to go along with the agency team that was in our accommodation.

Preparando a camionete, notamos uma preparação diferente no carro, eles haviam deixado uma lona protegendo o motor e também colocado um líquido para não congelar a água do radiador, coisa que nem pensamos, nem fizemos, nem imaginamos que poderia congelar a água. Prontamente o cara da agência mandou ligarmos a camionete e perceber a temperatura, se subir rápido demais, tem que desligar, colocar fogo para aquecer e só partir quando o sol estiver bem forte a ponto de descongelar tudo. Fizemos o teste, muita tensão no momento, mas, como sorte de primeira viagem, a camionete estava em perfeitas condições de viajar (nota mental: quando viajar para locais com muita altitude ou muito frios, preparar proteção e líquidos especiais para o veículo).

Preparing the truck, we noticed a different preparation in the car, they had left a canvas protecting the engine and also placed a liquid not to freeze the water in the radiator, we did not imagine that could freeze the radiator water there. Promptly the agency guy asked us to turn on the truck and in in case the temperature rise too fast, have to turn off, set fire to heat and only leave when the sun is quite strong enough to thaw it. We did the test, a lot of tension at the time, but as luck first time, the truck was in perfect condition to travel (mental note: when traveling to places with high altitude or very cold, prepare protection and special solutions for the vehicle).

Finalmente saímos, já estava escuro. Seguimos o pessoal da agência, pois realmente sem eles não saberíamos chegar! Havia bastante bifurcações na estrada, bastante pedras soltas e somente eles que conhecem o local sabem o melhor caminho a seguir.

Finally we left, it was dark. We followed the agency’s staff because really without them we would not know the way to go! There was plenty of forks in the road, quite loose stones and only they who know the place know the best way forward.

Chegamos ao nosso primeiro destino: Os gêiseres “Sol de Mañana”. O sol ainda não havia nascido por completo e o frio dominava! É um local bonito, fascinante, porém o cheiro não compensa! Não temos vontade de conhecer outro gêiser, tanto que em San Pedro de Atacama nem quisemos conhecer o que tem lá. Todos devem ser iguais com aquele cheiro ruim.

We arrived at our first destination: The geysers “Sol de Mañana”. The sun had not yet been born completely and it was very cold! It is a beautiful, fascinating place, but the smell is horrible! We have no desire to know another geyser, due that we didn’t wanted to explore the geyser in San Pedro do Atacama. They all must be equal to that bad smell.

Dos gêiseres seguimos andando até chegar nas “Águas Termales de Polques”. Havia bastante gente na água, parecia realmente um banho bem gostoso! O local possui banheiro para trocar a roupa, acredito que se paga um pequeno ingresso para acessar as águas, porém nós não tentamos pois queríamos seguir viagem e realmente estava muito frio.

The geysers follow walking until you reach the “Termales Water Polques”. There were enough people in the water, it really seemed a very nice shower! There you can find bathroom to change clothes, I think you pay a small entrance fee to access the water, but we did not try because we wanted to continue the trip and was really very cold.

Depois dali seguimos sozinhos, pois o pessoal da agência voltaria para Uyuni, porém nos avisaram que o caminho até a fronteira é bastante tranquilo! Paisagens lindas! Picos de montanhas com gelo, mais algumas lagoas, a Laguna Verde que na época não estava verde. Chegamos então na fronteira, ali se fazia a saída da Bolívia, muito tranquilo, porém não havia a entrada para o Chile. Achei um pouco confuso, demoramos para encontrar, andamos um bom trecho sem saber, fomos, voltamos, até que olhamos bem as placas indicativas e a aduana e imigração para quem vem da Bolívia é feita bem na chegada da cidade de San Pedro de Atacama.

Then there followed alone, because the agency staff return to Uyuni, but warned us that the road to the border is very quiet! Beautiful landscapes! Mountain peaks with ice, a few lakes, the Laguna Verde(green lake) which at the time was not green. We arrived then at the border, if there was a way out of Bolivia, very quiet, but there was no entry for Chile. I found it a bit confusing, swooping to find, we walked a good stretch without knowing, went, came back, until well look the signs and customs and immigration for those coming from Bolivia is well made on arrival in the city of San Pedro de Atacama.

Esta aduana e imigração foi a mais burocrática que tivemos. Revistaram todos os cantos da camionete. Imaginem a cena: Nós imundos de poeira e ainda tendo que abrir tudo, abrir malas e todos os equipamentos para mostrar. No Chile eles são bem rigorosos com frutas e produtos de origem animal, até nossa mala foi passada no Raio X para garantir.

This customs and immigration was the most bureaucratic we had. They searched every corner of the truck. Imagine the scene: We filthy dust and still having to open every stuff, open bags and all the equipment to display. In Chile they are very strict with fruits and animal products until our suitcase was passed in the X-ray to be sure.

Depois dessa tensão de entrar no Chile, fomos conhecer San Pedro. Para o nosso estilo de vida, San Pedro não combina nem um pouco conosco. Uma cidade com pessoas andando a pé, de bicicleta, tocando violão, um estilo “paz e amor”, meio hippies, que não combina conosco. O primeiro fato estranho foi que não encontrávamos o centro, andamos bastante até perceber que o centro não podia se acessar de carro! Havia um estacionamento municipal onde você deixa o veículo e segue caminhando… foi o que tivemos que fazer!

After this hard time in Chile, we went to know San Pedro. For our lifestyle, San Pedro neither combines a bit with us. A city with people walking on foot, by bike, playing guitar, a style “peace and love” means hippies, that does not suit us. The first strange thing was that we didn’t find the center, we walked enough to realize that the center could not be accessed by car! There was a municipal parking lot where you leave the vehicle and follows walking … was what we had to do!

Primeiro fomos trocar nosso dinheiro! Mais um câmbio e mais uma grande perda de dinheiro (como já falei, não nos planejamos direito nesse quesito, nossa maior falha). Depois fomos procurar algum lugar para comer e beber! Estávamos animados pois conseguimos fazer nossa meta da viagem sem imprevistos, foi tudo perfeito!

First we went to exchange our money! Another exchange and more a waste of money (as I said, we do not planned very well this topic, our greatest failure). Then we went looking for somewhere to eat and drink! We were excited because we can make our goal of the trip without unforeseen, everything was perfect!

Encontramos o restaurante “La Plaza” bem ao lado da praça central. Um local bem bacana, com mesas e ombrelones para as pessoas sentarem na área externa. Começamos pedindo um pisco sour, bebida típica do Chile e Peru. Depois seguimos comendo ceviche, outro prato típico dali, e para finalizar, um salmão grelhado, iguaria do Chile. Foi tudo maravilhoso, porém a conta não foi tão maravilhosa assim! De todos os locais que passamos, San Pedro de Atacama foi o mais caro, muito mais caro que todos os outros locais. Por ser um “clichê”turístico, tudo se tornou muito caro. A impressão que tivemos de San Pedro foi um local montado para turistas, e ainda com perfil hippie. A Bolívia, para nós, foi muito mais interessante conhecer, muito mais cultura local e pessoas nativas. Em San Pedro, em todos os locais se via mais e mais brasileiros.

We found the restaurant “La Plaza” right next to the central square. A very nice place with tables and ombrelones for people to sit in the outdoor area. We started asking for a pisco sour, typical drink of Chile and Peru. Then we ate ceviche, another typical dish there, and finally, a grilled salmon dish of Chile. It was all wonderful, but the bill was not as wonderful as well! Of all the places we passed, San Pedro de Atacama was the most expensive, much more expensive than all other places. Being a “cliché” touristic place makes everything very expensive. The impression we had of San Pedro was a place set up for tourists, and with hippie profile. Bolivia, for us, was much more interesting to know, much more local culture and native people. In San Pedro, in all the places to be seen more and more Brazilians.

Procuramos hostels para se acomodar, todos bastante caros! Encontramos o Hostal Corvatsch, um local bem aconchegante, com valores de estadia mais caros que o Hotel de Sal Luna Salada que oferecia uma infraestrutura muito superior. Enfim, não podemos reclamar. Compramos algumas cervejas, curtimos o final da tarde e depois fomos jantar no Restaurante “Las Delícias de Carmen”.

We seek hostels to accommodate but all pretty expensive! We found the Hostal Corvatsch, a very cozy place, with the most expensive stay of values that the Hotel de Sal Luna Salada offering a much higher infrastructure. Anyway, we can not complain. We bought a few beers, we enjoyed the late afternoon and then went to dinner at the restaurant “Las Delicias de Carmen”.

Novamente um salmão no capricho acompanhado de muita batata e um pisco sour para beber. O local havia música ao vivo, porém, como já falei, naquele estilo “paz e amor”. Nas ruas havia bastante gente cantando, dançando, mulheres com saias longas e rasteirinhas, homens com dreads, instrumentos musicais de batuque e sopro.

Again a salmon at the whim accompanied by much potato and sour to drink. The place had live music, but, as I said, that style “peace and love”. On the streets there were enough people singing, dancing, women with long skirts and “rasteirinhas”, men with dreads, musical instruments, drumming and blowing.

Para finalizar a noite, é obrigatório provar os sorvetes artesanais chilenos! Os de frutas locais (que são vários) são delícias inigualáveis que nunca mais provaremos em outros locais. (Pena que não lembro os nomes das frutas), mas todas muito boas.

To end the night, it is required to prove the Chilean artisanal ice cream! The local fruit (which are many) are unparalleled delights that never prove it in other places. (sorry but i can not remember the names of the fruit), but all very good.

Nosso plano inicial era passar dois dias em San Pedro, porém, decidimos antecipar a nossa ida devido ao fato de que a cidade não era bem o nosso estilo! No outro dia a programação será conhecer alguns pontos turísticos e depois partir para a Argentina!

Our initial plan was to spend two days in San Pedro, however, we decided to anticipate our trip due to the fact that the city was not quite our style! The other day the program will know some sights and then go to Argentina!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s